s gêmeas Mel e Lis foram separadas aos 10 meses de vida em uma cirurgia inédita no DF

AS irmãs gêmeas siamesas passaram por uma cirurgia de quase 48 horas no Distrito Federal, Liz acordou do coma induzido e já respira sem ajuda de aparelhos. Até o meio dia desta terça feira (30) a irmã dela, mel, permanecia respirando através de um tubo na garganta. Elas foram operadas no fim de semana, aos 10 meses de vida. Elas nasceram unidas pela cabeça. O estado de saúde delas foi atualizado pelo médico que coordenou a cirurgia, Benício Oton de Lima.

“Lis está em ar ambiente. Mel ainda com tubo traqueal, melhorando aos poucos “. Edilson neves, avô das meninas disse que, Lis se movimentou e, inclusive, ‘fez posição de gatinho na cama”. Sobre Mel ele contou que a neta permanece entubada e recebendo medicação. ” No quadro geral estão estável e fora de risco hoje. A família continua em corrente de oração, com Deus na frente sempre ” afirmou. “Estamos esperançosos, mas esta é a etapa mais difícil”.