O criminoso pego na operação contra milícias é suspeito de ser um recrutador de reforços para a milícia em disputas com traficantes na Praça Seca.
Felipe Ferreira Crolino, o Zulu, é o braço direito de Ecko

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta terça-feira (21), Felipe Ferreira Crolino, apontado por investigações como integrante da maior milícia do estado. Zulu, como é conhecido, é homem de confiança do miliciano Wellington Braga, o Ecko.

Segundo policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Zulu também foi responsável por recrutar homens para a disputa entre milicianos e traficantes na Praça Seca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.

O criminoso foi detido por posse de arma de fogo de uso restrito e cumprimento de mandados de prisão por organização criminosa. Zulu foi preso em sua casa, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

No momento da prisão, segundo os policiais que integraram o mandado, Zulu chegou a entrar em luta com os agentes para tentar fugir mas não conseguiu. Durante a ação, os agentes apreenderam um drone e alguns carregadores.