Ela estava internada no hospital pró-cardíaco desde o dia 8 de janeiro

Beth Carvalho tinha 72 anos, natural do Rio de Janeiro . Nasceu no dia 5 de maio de 1946.
Elizabeth Santos Leal de Carvalho seu nome de nascimento, herdou da família a paixão pela música.
Sua avó tocava bandolim e violão. Desde criança, ouvia Sílvio Caldas, Elizeth Cardoso e Aracy de Almeida, grandes amigos de seu pai, que os recebia em sua casa.

A cantora morreu no hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro, na tarde desta terça-feira (30) aos 72 anos. Ela estava internada neste mesmo hospital desde o dia 8 de janeiro, e a causa da morte foi uma infecção generalizada (Sepse).

Em nota, o empresário da cantora, Afonso Carvalho, afirma que ela morreu às 17h33, “cercada do amor de seus familiares e amigos”. “Agradecemos todas as manifestações de carinho e solidariedade nesse momento”, diz o texto. “Beth deixa um legado inestimável para a música popular brasileira e sempre será lembrada por sua luta pela cultura e pelo povo brasileiro. Seu talento nos presenteou com a revelação de inúmeros compositores e artistas que estão aí na estrada do sucesso. Começando com o sucesso arrebatador de Andança, até chegar a Marte com Coisinha do Pai, Beth traçou uma trajetória vitoriosa laureada por vários prêmios, inclusive um Grammy pelo conjunto da obra.”

O velório acontece no salão Nobre da sede do Botafogo, time do coração da cantora, no Rio de janeiro, às 10 horas na quarta feira (01). Às 16 horas o corpo será levado para o crematório do caju.


Um dos maiores nomes da música brasileira, Beth Carvalho tinha cinquenta anos de carreira e uma discografia de mais de trinta títulos. Ficou conhecida como “madrinha do samba”, por ter ajudado a revelar nomes como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Jorge Aragão e o grupo Fundo de Quintal.