Caixa possui atualmente participação acionária de 3,2% na composição do capital da petroleira. Oferta poderá movimentar um total de cerca de R$ 7,2 bilhões.

A Petrobras divulgou o prospecto preliminar de uma oferta na qual a Caixa Econômica Federal buscará vender as 241,34 milhões de ações que detém na petroleira estatal, segundo um comunicado da companhia nesta segunda-feira (10).

A oferta, que envolverá distribuição no Brasil e no exterior, sob a forma de American Depositary Receipts (ADRs), pode movimentar um total de cerca de R$ 7,2 bilhões, se considerado o preço de fechamento das ações da petroleira estatal em 7 de junho (R$ 29,85), segundo a agência de notícias Reuters.

Em abril, a Petrobras já havia informado que a Caixa estudava a possibilidade de vender ações das quais é dona na companhia. A Caixa detém atualmente cerca de 3,2% das ações da companhia, segundo dados de fechamento de março.

A oferta será coordenada por UBS (coordenador líder), Morgan Stanley, Bank of America Merrill Lynch e XP Investimentos. O preço por ação será fixado após conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento junto a investidores institucionais.

Segundo cronograma disponibilizado no prospecto preliminar, o preço deve ser fixado em 25 de junho, com anúncio de início no dia seguinte. A data de liquidação prevista é 28 de junho.

A Petrobras acrescentou, entretanto, que a oferta de ações dependerá de aprovação da CVM e da SEC (órgãos reguladores do mercado de capitais no Brasil e nos Estados Unidos) bem como de “condições favoráveis dos mercados de capitais nacional e internacional”.