Cidadão turco não resistiu a uma cirurgia após quase dois meses internados. Autoridades da Turquia e da Nova Zelândia lamentaram a morte.

Um cidadão da turquia chamado Zekeriya Tuyan morreu nesta quinta feira (2), ele foi a 51 pessoas que morreu vítima do massacre de Christchurch, na Nova Zelândia. Ele morreu no hospital quase dois meses depois do ataque, quando um assassino entrou em duas mesquitas e disparou contra as pessoas que ali estavam. A vítima não resistiu a uma nova cirurgia no hospital da cidade neozelandesa, de acordo com a agência Anadolu.

Um irmão de Tuyan disse que ele teve hemorragias durante o procedimento, e os médicos não conseguiram parar o sangramento. “Infelizmente perdemos o nosso cidadão Zekeriya Tuyan, que foi gravemente ferido no odioso ataque em Christchurch, na Nova Zelândia”, lamentou o chanceler da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

Jacinda Ardern primeira-ministra da Nova Zelândia, também lamentou a morte do turco. “Minhas sinceras condolências à família e à comunidade desse homem”, afirmou em comunicado. De acordo com a premiê, ainda há nove pessoas baleadas no ataque que continuam no hospital. Segundo Ardern, todos estão estáveis.